Sobe para quatro total de vítimas de naufrágio em MT

Subiu para quatro o número de corpos de vítimas localizadas do naufrágio ocorrido no domingo em Poconé, no Pantanal mato-grossense, segundo a Secretaria de Comunicação Social do Estado. Dois corpos de homens foram resgatados hoje e encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) em Cuiabá para reconhecimento da família. A quarta vítima, do sexo masculino, ainda não havia sido resgatada da embarcação do fundo do rio até o começo da noite de hoje. A Marinha e o Corpo de Bombeiros mudaram de estratégia para agilizar o trabalho de resgate e localização das vítimas. Eles não vão mais içar do fundo do Rio Cuiabá a embarcação chalana Sami Tô a Tôa para levá-la à margem do rio. Pelo menos 44 mergulhadores vasculham contra a correnteza e a escuridão da água a embarcação para tentar localizar os desaparecidos. A primeira vítima resgatada, o empresário Luiz Sérgio Scardelai, de 49 anos, foi enterrado hoje em Cuiabá. Outras cinco pessoas estão sendo procuradas, inclusive as duas cozinheiras que faziam parte da tripulação. O capitão da Marinha Ângelo Maranho disse que está sendo feita uma varredura em volta da embarcação. Porém, é um trabalho que deve ser realizado com muita paciência e cuidado. "Não há como agilizar o trabalho além do que está sendo feito, pelas próprias condições do local do naufrágio", disse.A embarcação saiu no sábado do Hotel Sesc Pantanal com 12 turistas e dez tripulantes, para uma pescaria de oito dias no Pantanal. Na madrugada do dia seguinte, o barco afundou. Treze pessoas sobreviveram. Ainda não se sabe as causas do acidente.

NELSON FRANCISCO, Agencia Estado

11 de março de 2008 | 18h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.