Sócia da Quattor faz acordo e desiste de ação

A empresária Joanita Soares de Sampaio Geyer, sócia da Vila Velha Administração e Participações, com aproximadamente 20% das ações, desistiu do processo no qual exigia a paralisação das negociações que podem resultar na incorporação da petroquímica Quattor pela concorrente Braskem. A decisão da representante da família Geyer deixa o caminho aberto para que Odebrecht, controladora da Braskem, Unipar, controladora da Quattor, e Petrobrás, sócia minoritária nas duas petroquímicas, retomem as conversações e possam concluir um acordo.

André Magnabosco, O Estadao de S.Paulo

17 Dezembro 2009 | 00h00

Antes do início da sessão da 14ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que ocorreria ontem, Joanita apresentou uma petição de desistência da ação . Com a decisão, já homologada pelo Tribunal de Justiça do Rio, a liminar concedida em outubro passado deixa de ter validade.

A decisão pela desistência, segundo uma fonte envolvida no processo, foi tomada após um acordo com os demais sócios da Vila Velha, réus na ação. Com o acerto, a empresária, opositora do processo de consolidação na indústria petroquímica nacional, também deixa o quadro de acionistas da holding. Sócia da Quattor faz acordo e desiste de ação S

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.