SoftBank espera que EUA diminuam resistência à compra da T-Mobile

O presidente-executivo da operadora japonesa SoftBank, Masayoshi Son, que enfrenta resistência de reguladores norte-americanos para uma possível aquisição da operadora de celular T-Mobile, disse nesta terça-feira que houve alguns avanços nos últimos meses e expressou esperança de mais discussões.

REUTERS

17 Junho 2014 | 09h53

Ele reiterou em uma entrevista a jornalistas que seria positivo para os consumidores norte-americanos se a Sprint, a terceira maior operadora dos Estados Unidos que a SoftBank adquiriu no ano passado, se tornar maior e mais competitiva com as duas maiores operadoras.

"Podemos nos tornar mais eficientes se ganharmos escala", disse nesta terça-feira durante a entrevista conduzida com o ex-secretário de Estado norte-americano Colin Powell que está participando dos eventos patrocinados pela SoftBank em Tóquio. "Se nos tornarmos um competidor mais forte em escala é algo bom para os consumidores e cidadãos norte-americanos."

(Por Teppei Kasai e Yoshiyasu Shida)

Mais conteúdo sobre:
TELECOMSOFTBANKTMOBILEUS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.