Soldado da Coreia do Sul mata 5 colegas próximo à fronteira com Coreia do Norte

Um soldado recruta sul-coreano matou cinco de seus colegas de unidade e feriu outros cinco na noite de sábado em um posto de guarda perto da fronteira fortemente armada com a Coreia do Norte, disse uma autoridade sul-coreana.

REUTERS

21 Junho 2014 | 12h18

As circunstâncias exatas do incidente no posto de guarda remoto não estavam imediatamente claras e um funcionário não poderia fornecer mais detalhes, apesar de não haver indicação de que a Coreia do Norte estaria envolvida no incidente.

O incidente ocorreu no condado Goseong, uma região montanhosa que faz fronteira com o Norte no extremo leste da península.

A agência de notícias sul-coreana Yonhap disse que havia uma operação para capturar o recruta que acreditava estar carregando uma arma de fogo e munições.

Todos os homens sul-coreanos aptos devem servir cerca de dois anos sob um sistema de recrutamento que compõe um exército destinado a dissuadir a agressão por parte da Coreia do Norte, que é um dos estados mais militarizados do mundo.

(Reportagem de Ju-min Park e Jack Kim)

Mais conteúdo sobre:
COREIAMORTESOLDADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.