Soldado morre no Rio após disparo acidental de pistola

O soldado da Força de Pacificação Vitor Hugo da Silva Veiga, de 21 anos, morreu hoje em decorrência do ferimento na cabeça de um disparo acidental de pistola, que ele manuseava. O incidente aconteceu na noite do dia 25, no alojamento dos militares, que ocupam desde novembro do ano passado o Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro. Um Inquérito Policial Militar foi aberto para apurar o caso.

PEDRO DANTAS, Agência Estado

28 de outubro de 2011 | 18h42

Esta é a segunda morte de um militar da Força de Pacificação por tiro acidental. Em janeiro, o soldado Irving Vianna Martins dos Santos morreu após um disparo acidental quando patrulhava o conjunto de favelas. A previsão é de que a Força de Pacificação deixe o Complexo do Alemão em junho de 2012, quando será inaugurada a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Tudo o que sabemos sobre:
soldadomorteRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.