Sony desenvolve bateria feita com açúcar

Revestimento da biobateria é feito de plástico vegetal e mede 3,9 centímetros

Reuters

24 Agosto 2007 | 18h46

A Sony desenvolveu um protótipo de bateria que funciona com açúcar e que pode gerar eletricidade suficiente para um reprodutor de músicas e um par de alto-falantes, informou a companhia japonesa.   Veja também:  Cientistas desenvolvem nanobateria de papel   O revestimento da biobateria é feito de plástico vegetal. O dispositivo mede 3,9 centímetros de cada lado e funciona ao se injetar uma solução de açúcar. A bateria tem enzimas que quebram o açúcar, liberando energia.   Testes com células da nova bateria tiveram uma produção de energia de 50 milliwatts, informou a Sony. "O açúcar é uma fonte natural de energia produzida pelas plantas através da fotossíntese", lembrou a companhia em comunicado. "Por isso, ele é renovável e pode ser encontrado na maior parte da Terra, o que ressalta o potencial das baterias de açúcar como fonte de energia ecologicamente correta para o futuro."   A empresa informou que pretende produzir as baterias para uso comercial, mas não especificou quando.   No ano passado, a Sony teve que fazer um recall de milhões de baterias de laptops por temor de que elas pudessem pegar fogo.

Mais conteúdo sobre:
Energia Meio Ambiente Sony

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.