Sony Ericsson moderniza sistema viva-voz para carros

Dirigir e falar ao celular normalmente é uma combinação bastante perigosa, já que tira a atenção do motorista no trânsito, principalmente se ele não contar com um kit viva-voz. A Sony Ericsson, no entanto, lançou um kit viva-voz veicular que não utiliza fios para a conexão do aparelho celular ao kit, oferecendo mais mobilidade ao motorista. O kit Bluetooth HCB-30 utiliza tecnologia que permite conectar qualquer dispositivo de comunicação portátil ou fixo compatível a uma distância de 10 metros sem o uso de cabos. A tecnologia possui base em um link de rádio que oferece transmissão rápida de informações de voz e dados. Na prática, isso significa que, depois da instalação (não é necessário perfurar ou alterar o painel), o celular pode ser deixado no bolso ou até dentro da bolsa enquanto pode-se fazer e receber ligações usando o controle do kit, instalado no painel do carro. O uso do sistema é fácil. No controle há uma tecla para fazer e atender chamadas e outra para finalizá-las ou rejeitá-las. Após acionar a tecla para fazer chamadas e ouvir um sinal, o condutor pode usar o comando de voz para que seja feita a discagem do número. Basta, para isso, que ele tenha gravado no celular o nome e o telefone da pessoa para quem quer ligar com o respectivo comando de voz. A gravação deve ser bem clara para que o nome seja reconhecido quando o usuário der o comando. Se o nome for reconhecido, a ligação será feita. Caso contrário, não será completada. Um recurso interessante é a adaptação do kit ao sistema de som do carro por meio da função Advanced Music Mute. Ao fazer ou receber uma ligação, o acessório interrompe a transmissão do aparelho de som e o usuário passa a ouvir automaticamente a voz de quem está na linha pelos alto-falantes do veículo. A voz do usuário é transmitida por meio de um microfone instalado no interior do carro. Se o usuário quiser ter privacidade durante a ligação, pode acionar outra tecla no controle para transferir a chamada de volta ao celular (o que não deve ser feito com o carro em movimento, pois é infração média). Durante a avaliação, o sistema funcionou sem problemas, sendo que pôde-se ouvir bem os interlocutores das ligações feitas e todos afirmaram também ouvir perfeitamente. Sempre que uma ligação era iniciada, o som do carro era cortado automaticamente e voltava depois que a ligação era concluída. A sensação de falar ao telefone dirigindo foi a mesma de estar conversando com outro ocupante do carro, já que não era necessário segurar o celular e nem utilizar nenhum fone. O preço do kit é R$ 1.070,00. Com a função Advanced Music Mute, o preço sobe para R$ 1.283,00. Ele pode ser usado com os aparelhos da Sony Ericsson modelos T68i (R$ 900,00), T610 (R$ 1.899,00) e P800 (R$ 3.500,00), compatíveis com a operadora Tim. Desde o mês passado, os modelos Mitsubishi Pajero Full e Pajero Sport podem vir equipados com um pacote que inclui telefone celular e o sistema de viva-voz da Sony Ericsson. Quem optar pelo sistema poderá sair da loja com o telefone habilitado e o sistema de viva voz instalado. Uma outra vantagem do sistema ser adquirido como acessório original no carro é que a instalação será feita sem adaptações e sem a necessidade de cortes nos fios do chicote elétrico. Legislação Segundo o presidente do Contran e diretor do Denatran, Ailton Brasiliense Pires, o uso de celular com viva-voz atualmente é permitido. "Estamos fazendo uma avaliação mais detalhada e o Contran vai regulamentar tudo numa resolução só", diz. O uso de celular ao volante sem viva-voz, no entanto, é considerado infração média e resulta em quatro pontos na carteira e multa de R$ 85,13.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.