Soros diz que vitória de Obama significa 'mais políticas sensatas'

O investidor bilionário George Soros disse na noite da terça-feira que a reeleição do presidente norte-americano, Barack Obama, abrirá "a porta para políticas mais sensatas".

Reuters

07 de novembro de 2012 | 04h29

Soros, que contribuiu poderosamente para causas democratas e apoiou muitos grupos liberais e progressistas, disse à Reuters: "Estou muito feliz que o presidente Obama ganhou. O eleitorado americano rejeitou posições extremistas".

Em uma troca de e-mails, Soros, que estava em Budapeste (Hungria), disse que espera que "os republicanos no poder se tornem parceiros melhores nos próximos anos".

Ele observou que a cooperação entre os partidos políticos dos Estados Unidos é "urgentemente" necessária para lidar com o chamado abismo fiscal --a combinação no fim do ano entre o vencimento de reduções de impostos da era Bush e cortes acentuados nos gastos domésticos.

Soros, de 82 anos, ganhou fama e fortuna há duas décadas em um negócio histórico em que assumiu o Banco da Inglaterra e astutamente apostou na desvalorização da libra esterlina.

(Reportagem de Jennifer Ablan e Matthew Goldstein)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAELEICOESSOROSELOGIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.