SP bate recorde em número de visitas de turistas em 2008

Maior parte dos visitates à capital era formada por brasileiros; entre estrageiros, maioria veio a negócios

Carolina Ruhman, Agência Estado

05 Janeiro 2009 | 18h31

A cidade de São Paulo foi o destino escolhido por 11 milhões de turistas em 2008, de acordo com balanço da São Paulo Turismo (SPTuris), divulgado nesta segunda-feira, 5. O número é recorde e representa um aumento de 2,8% em relação a 2007, quando a capital paulista recebeu 10,7 milhões de turistas.   A SPTuris destacou que, na comparação com 2004, quando a capital não era promovida como destino turístico, a expansão foi de 34,15%. Segundo a empresa, a cidade recebeu 9,3 milhões de visitantes brasileiros e 1,7 milhão de estrangeiros em 2008. "Esses números representam uma grande conquista para a cidade e apontam a consolidação de São Paulo como destino não somente de eventos e negócios, mas também de lazer, compras, saúde e conhecimento", avaliou o presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho.   Os gastos dos turistas em São Paulo produziram uma receita recorde de R$ 8,3 bilhões, volume 2,47% superior ao de 2007 e 29,69% maior do que em 2004. A SPTuris também ressaltou que a arrecadação de Imposto Sobre Serviços (ISS) com o Grupo 13, que contém gastos com pacotes, hospedagem e eventos, também atingiu um recorde, chegando a R$ 120,2 milhões. O resultado representa um aumento de R$ 9,4 milhões (ou 8,48%) na arrecadação ante o ano anterior. Na comparação com 2004, o crescimento foi de 58,78%.   Perfil   A SPTuris também realizou uma pesquisa em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) que revelou que a maioria dos turistas brasileiros que visitaram São Paulo no ano passado é mulher (54,9%), recebe entre 5 e 10 salários mínimos (35,3%), tem entre 40 e 59 anos (53,5%).   Eles vieram, principalmente, do interior e litoral do Estado (25,7%), Minas Gerais (13,1%), Rio de Janeiro (9,3%), Santa Catarina (8,8%), Paraná (7,8%), Rio Grande do Sul (5,5%), Bahia (5,1%), Pernambuco (3,8%), Espírito Santo (3,7%) e Mato Grosso do Sul (2,4%). O meio de transporte mais usado foi o ônibus (41,7%), seguido por avião (23,3%) e veículo próprio (22,2%).   Os turistas brasileiros vieram a São Paulo, sobretudo, para visitar parentes e amigos, conforme mostrou o levantamento, motivo citado por 56,5% deles. As viagens de negócio ficaram em segundo lugar, com 22,5%, seguidas por compras, com 19,1%. Já o turismo cultural foi citado por 21,9%. O turista brasileiro gastou em média R$ 951,30 na cidade.   Já entre os turistas estrangeiros, a maioria é composta por homens (77,4%), possui renda média mensal de R$ 4.583,24, tem entre 30 e 49 anos (55,7%) e vem, principalmente, dos Estados Unidos, Argentina, Alemanha, França, Chile, Portugal, Itália, Espanha, Inglaterra e México, respectivamente. A maioria (77,4%) chegou a São Paulo de avião. As viagens de negócio foram o principal motivo para vir ao município, citadas por 57,2%. Em seguida, apareceram a visita a parentes e amigos (20,7%) e viagens de lazer (13,6%). Em média, os turistas estrangeiros gastaram em São Paulo R$ 1.172,07.

Mais conteúdo sobre:
turismoSPTurisSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.