Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

SP defende candidatura a cidade-sede da Expo 2020

A Prefeitura de São Paulo defendeu nesta quarta-feira, em Paris, a candidatura a cidade-sede da Exposição Universal de 2020 (Expo 2020) dando ênfase à "diversidade" da capital paulista, mas deixando em segundo plano a importância da cidade como centro internacional de negócios. A estratégia foi ressaltada em vídeos e por todos os pronunciamentos de políticos, entre os quais o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que gravou mensagem aos delegados.

ANDREI NETTO, CORRESPONDENTE, Agência Estado

12 de junho de 2013 | 17h46

Depois da desistência de Ayutthaya, na Tailândia, restam como candidatas Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, Izmir, na Turquia, e Iekaterinburgo, na Rússia, além de São Paulo. O evento foi aberto com a apresentação de Izmir, que gastou os 30 minutos ressaltando o desenvolvimento econômico turco. De todas, porém, Dubai foi a que mais destacou o perfil de negócios, ressaltando a presença de imigrantes de todas as partes do mundo, mas o contorno empreendedor. Essa ênfase ficou clara quando a princesa Haya bint Al Hussein anunciou a criação de um fundo de investimentos, o Expo Partnership Fund, destinado a financiar projetos internacionais de inovação em até ? 100 milhões.

Já a apresentação do Brasil teve bem menos ênfase em economia e negócios. Comandada pela atriz franco-portuguesa Maria de Medeiros, que se definiu como "brasileira de coração", a mensagem foi de integração cultural e de diversidade. Além do depoimento de imigrantes, o primeiro vídeo trouxe personalidades como o ex-automobilista Emerson Fittipaldi, o cineasta Héctor Babenco e o arquiteto Ricardo Ohtake. Entre os motes da apresentação, um dizia: "No Brasil, religiões coexistem, pacificamente", numa crítica velada a concorrentes muçulmanos, casos de Dubai e Izmir.

No discurso em inglês, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), chamou ainda mais atenção para a diversidade. "As pessoas de São Paulo são chamadas paulistanas, mas somos cidadãos do mundo", disse. Num segundo vídeo, a delegação brasileira apresentou o centro de convenções de Pirituba e ressaltou o impacto do empreendimento para as comunidades locais. Mas, então, o depoimento de Lula trouxe de volta o foco para a diversidade. "São Paulo é a maior cidade do Brasil, mas é muito mais do que isso; é uma cidade de todos os brasileiros", reiterou. "São Paulo é a grande metrópole do mundo", disse.

Depois do Brasil, Iekaterinburgo repetiu a ideia, dando relevo especial à confluência de povos. Os destaques da apresentação russa foram o presidente Vladimir Putin falando em inglês e prometendo apoio aos países em desenvolvimento, que não teriam custos na Expo 2020, e o vídeo de um cosmonauta de apoio à cidade, gravado em 4 de abril.

Tudo o que sabemos sobre:
Expo 2020São PauloParis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.