SP e Minas temem por queda de arrecadação do ICMS com energia mais barata

Os governos de São Paulo e Minas Gerais manifestaram nesta terça-feira preocupação com a queda de arrecadação do ICMS como efeito de redução de tarifas de energia proposta pelo governo federal.

Reuters

13 de novembro de 2012 | 16h43

O governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), disse que cerca de 10 por cento do ICMS arrecadado pelo Estado vem da energia elétrica, e que perderia quase 500 milhões de reais com o corte na conta de luz prometido pela União, de 20 por cento em média em 2013.

Na mesma linha, o secretário de Energia de São Paulo, José Anibal, disse que o Estado não pode abrir mão de mais nada que tenha impacto sobre suas receitas.

(Por Maria Carolina Marcello)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIASPMINASCONCESSOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.