SP foi a única região que teve piora no desemprego

O aumento do desemprego na Região Metropolitana de São Paulo é outro dado preocupante do levantamento do IBGE, segundo o gerente da Pesquisa Mensal de Emprego, Cimar Azeredo.

RIO, O Estadao de S.Paulo

27 de novembro de 2009 | 00h00

A taxa de desemprego em São Paulo em outubro ficou em 8,6% em relação a igual período do ano passado (7,7%), enquanto, na média das seis regiões metropolitanas, não houve alteração de um ano para o outro.

Azevedo lembra que a Região Metropolitana de São Paulo concentra 40% dos ocupados nas seis regiões. "São Paulo tem um efeito farol, o que acontece lá se reflete em outras regiões", disse.

O gerente explica que ao longo de 2009 o número de desocupados em São Paulo tem crescido a taxas elevadas, puxadas sobretudo pelas demissões no setor industrial.

Em outubro, o número de desocupados aumentou 10,4% em São Paulo, ante igual mês de 2008, ainda que tenha ocorrido queda (2,1%) na comparação com setembro.

Cimar Azeredo explicou que o aumento verificado em outubro em relação a um ano antes foi puxado pela indústria, pelo comércio e pelo segmento de outros serviços.

A taxa de desemprego em São Paulo, na média de 10 meses (janeiro a outubro) deste ano ficou em 9,5%, ante 8,6% em igual período de 2008. J.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.