SP forma mais de 30% dos mestres e doutores brasileiros

Quase um terço dos mestres e doutores formados no Brasil são de São Paulo. Em 2010, o Estado possuía a maior concentração de títulos de mestrado e doutorado no País: 30,14% dos mestres e 32,88% dos doutores tinham formação paulista. A afirmação é da publicação "Mestres: 2012" do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

24 de abril de 2013 | 16h44

Os dados, que têm início em 1996, mostram que São Paulo ocupa o primeiro lugar na distribuição dos títulos desde então. Em 96, 38,8% dos mestres brasileiros concluíam seus estudos no Estado. A redução para 30% em 2010 não necessariamente revela uma melhor distribuição dos cursos por todas as unidades federativas. Ainda de acordo com a pesquisa, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul são responsáveis pela formação de mais da metade ( 54,1%) de todos os mestres brasileiros.

No geral, a publicação demonstra que número de mestres e doutores formados pelas universidades brasileiras mais que quadruplicou em 15 anos, passando de 13.219 em 1996 para 55.047 em 2011. O aumento foi de 312%. O crescimento foi impulsionado, em grande parte, pela maior oferta de cursos de mestrado em instituições de ensino particulares.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãouniversidades

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.