SP lança projeto de saúde para docente da rede estadual

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) lançou na manhã de ontem um programa de saúde preventiva para professores, com o objetivo de reduzir o número de faltas durante o ano letivo.

Gustavo Uribe, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

A previsão é a de que o projeto SP Educação com Saúde entre em funcionamento no segundo semestre, atendendo os servidores da capital. A intenção é expandi-lo para todo o Estado, mas a data não foi definida.

Serão investidos R$ 27 milhões na criação de equipes de médicos, psicólogos, enfermeiros e nutricionistas, que atenderão nas escolas e diretorias de ensino.

Os recursos anunciados serão destinados a convênio com a Casa de Saúde Santa Marcelina, que vai executar o programa em parceria com o Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe).

Alckmin também firmou convênios com 407 prefeituras paulistas, no valor total de R$ 5 milhões, para a distribuição do material didático produzido para a rede estadual.

O governador destacou que, em relação a 2010, houve um aumento de 20% no número de municípios que recebem o material didático estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.