SP quer mudar diretoria de cadeia após celular em esfiha

O governo do Estado de São Paulo pretende mudar a diretoria da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau. O atual diretor-geral Paulo César Coutinho deverá deixar o cargo esta semana. O nome mais cotado para substituí-lo é o de Luís Fernando Negrão Bizzoto, atual diretor-geral da Penitenciária 1 de Avaré. O motivo da troca seria a entrada de esfihas recheadas com celulares no dia 28. O clima na P-2 de Venceslau continua tenso. Um funcionário encontrou por acaso os celulares ao comer uma das 800 esfihas destinadas aos presos, feitas na cozinha da Penitenciária de Presidente Bernardes, distante a 40 km. Na última sexta-feira, um dos telefones foi encontrado numa cela da unidade. De acordo com funcionários da prisão, os presos se recusaram em entregar o aparelho e chegaram a atear fogo em colchões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

08 Dezembro 2008 | 09h45

Mais conteúdo sobre:
presídio celular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.