SP quer quadruplicar salas para teleaudiências em 2008

O governo de São Paulo pretende quadruplicar o número de salas de teleaudiência até o final do ano que vem. A Proposta Orçamentária 2008, enviada pelo governo à Assembléia Legislativa, prevê a implantação de mais 50 pontos, o que elevaria de 16 para 66 o total de salas em todo o Estado. A idéia é acabar com o transporte de presos pelas estradas do Estado e pelas principais cidades.Num prazo de quatro anos, a meta é chegar a 200 salas, segundo dados do Plano Plurianual 2008-2011, que ainda será enviado ao Legislativo. O governo estuda a demanda para definir as cidades em que os pontos serão instalados. O custo estimado dessa expansão é de R$ 10 milhões. O sistema vem sendo utilizado pelo governo paulista desde agosto de 2005, quando o Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo e a Secretaria de Administração Penitenciária passaram a utilizar o Sistema de Teleaudiência Criminal do governo, desenvolvido pela Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), vinculada à Secretaria de Gestão Pública.

MILTON F. DA ROCHA FILHO, Agencia Estado

24 de novembro de 2007 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.