SP repassará 3 milhões de vacinas antigripe à Saúde

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, informou hoje que o governo estadual irá repassar em abril cerca de 3 milhões de vacinas antigripe ao Ministério da Saúde. As doses serão disponibilizadas para a Campanha de Vacinação do Idoso 2011. Este será o primeiro ano em que o Instituto Butantan, de São Paulo, produzirá esse tipo de vacina. Serão as primeiras formuladas no Brasil. O governador ressaltou que a expectativa é de que o instituto, em 2012, produza 22 milhões de doses. "O Brasil terá, assim, autossuficiência na produção da vacina contra a gripe", disse, após participar de evento na sede do Instituto Butantan.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

23 de fevereiro de 2011 | 14h17

O diretor do instituto, Jorge Kalil, afirmou que a fábrica que produz as vacinas tem capacidade de formular, em caso de pandemia, vacinas contra o vírus H1N1, responsável pelas gripe suína. A entidade estuda a produção ainda, nos próximos anos, de vacinas contra dengue e rotavírus.

No evento, o governador também deu prazo de 30 dias para definir a origem dos investimentos para a conclusão, no Instituto Butantan, da primeira fábrica de hemoderivados do Brasil. "Vamos em 30 dias definir os investimentos para completar a fábrica de hemoderivados. Hoje, o Brasil não produz esses componentes."

O governador visitou as obras do novo Prédio de Coleções do Instituto Butantan, instituição que completa 110 anos hoje. A nova construção, orçada em R$ 3 milhões, irá substituir o antigo prédio, que sofreu um incêndio de grandes proporções no ano passado, o qual destruiu boa parte do acervo de herpetologia, ramo da zoologia dedicado ao estudo dos répteis e anfíbios.

De acordo com o governador, o novo prédio terá uma melhor distribuição dos espaços e um sistema moderno para prevenção de incêndios. A previsão é de que as obras sejam finalizadas no final deste ano. Durante a visita, Alckmin operou uma retroescavadeira. "Precisava empilhar mais terra, governador", brincou um dos presentes.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdegripevacinaAlckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.