SP terá esquema especial de trânsito para jogo do Brasil

Por conta do jogo entre Brasil e Chile, a partir das 15h30, pelas oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul, o trânsito e os transportes coletivos vão ter um esquema especial hoje em São Paulo. A operação tem o objetivo de minimizar os efeitos do grande número de deslocamentos concentrados que poderão ocorrer na cidade, como aconteceu no dia da estreia da Seleção Brasileira, no dia 15.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

28 de junho de 2010 | 08h48

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar os principais eixos viários, especialmente em áreas comerciais que concentram bares e similares, como os bairros de Moema, Jardins, Vila Mariana, Pinheiros, Vila Madalena, Vila Olímpia, Santana, Tatuapé, centro, entre outros.

De acordo com a CET, os motoristas devem evitar trafegar nos horários de maior movimento: entre as 13h30 e 15h30. Para ajudar o trânsito, a ativação das faixas reversíveis terá seus horários alterados de acordo com a demanda. O sistema de estacionamento do tipo Zona Azul estará funcionando normalmente.

Transportes

Os trens da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e os ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) vão operar em caráter especial para melhor atender os usuários e torcedores. Nas duas horas e meia antes do jogo, das 13 horas às 15h30, o Metrô utilizará a frota máxima disponível, de modo que os usuários possam se deslocar do local de trabalho para onde pretendem assistir ao jogo.

Na CPTM, a chamada "Operação Pico" terá início a partir do meio-dia. Nas duas companhias, trens reservas serão colocados em circulação de acordo com a necessidade da demanda. As linhas intermunicipais do sistema EMTU/SP na Grande São Paulo vão oferecer o mesmo número de viagens dos horários de pico a partir das 13h30.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitotransportesjogoSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.