SP terá unidade móvel para testes de HIV

A partir do próximo domingo, dia 25, e durante três meses, a capital paulista terá uma unidade móvel para testes de HIV em locais da capital paulista frequentados por gays e travestis. O trailer do programa itinerante "Quero fazer", que também conta com a participação da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID/Brasil), tem como objetivo incentivar o diagnóstico precoce do vírus da Aids entre populações vulneráveis, vai ficar no Largo do Arouche, região central da cidade.

AE, Agência Estado

20 de setembro de 2011 | 12h35

As atividades acontecerão aos domingos, das 16h às 20h. Além da realização dos testes, educadores do programa vão circular entre os frequentadores da região para conversar sobre a importância da prevenção e do teste rápido, além de distribuírem camisinhas. Depois do Largo do Arouche, o trailer do programa também vai ser estacionado no Parque do Carmo e no "autorama" do Parque Ibirapuera, também por três meses em cada um dos lugares, e sempre aos domingos.

A proposta é oferecer o teste em horários alternativos aos serviços deste tipo já disponíveis na rede pública de saúde. Outros pontos também estão sendo estudados para receber o trailer do programa, que deve atuar até janeiro de 2014 em São Paulo. O "Quero Fazer" é voluntário e sigiloso, e a confidencialidade de todas as informações obtidas no processo de utilização dos serviços é garantida, de forma a assegurar que gays, HSH e travestis acessem esse serviço sem nenhuma situação constrangedora ou discriminação.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdeHIVSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.