Sri Lanka anuncia captura de capital rebelde

Soldados cingaleses capturaram a cidade de Kilinochchi, quartel-general dos rebeldes separatistas dos tigres tâmeis, após meses de confronto, anunciou o presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapaksa, na sexta-feira. O grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam (LTTE, na sigla em inglês), que luta por um território separado para a minoria tâmil no leste e no norte da ilha há um quarto de século, não estava disponível para comentar o anúncio. Os militares cingaleses apertavam o cerco a Kilinochchi desde setembro. Ao longo do último mês atacaram as defesas dos tigres cercando a cidade e ambos os lados diziam ter provocado o maior número de mortos sobre o inimigo. Fontes do gabinete de Rajapaksa haviam dito à Reuters um pouco antes que os soldados entraram em Kilinochchi a partir de dois locais e que o confronto com os rebeldes prosseguia. "As tropas estão dentro da cidade e estão limpando a área aqui e ali", disse uma fonte militar que pediu para não ser identificada. A mídia estatal afirmou que os militares cercaram Kilinochchi e que muitos rebeldes haviam fugido. Analistas afirmam que a queda de Kilinochchi seria um golpe amargo para o LTTE. Há exatamente um ano, o governo de Rajapaksa descartou formalmente uma trégua de seis anos proposta pela Noruega, alegando que os rebeldes a usavam para se reorganizar e rearmar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.