State Grid e Copel vencem leilão de transmissão de Teles Pires

A paraense Copel e a chinesa State Grid irão construir e operar o sistema de transmissão que irá conectar as usinas hidrelétricas do rio Teles Pires ao sistema, após venceram em consórcios os lotes A e B no leilão de transmissão realizado nesta sexta-feira.

REUTERS

09 Março 2012 | 11h40

As empresas do grupo Eletrobras Furnas, Chesf e Eletronorte arremataram, cada uma, os outros lotes licitados.

Copel e State Grid apresentaram fortes deságios, de 43 e 36,96 por cento, e garantiram receita anual de 126,44 milhões de reais pelo lote A e de 73,08 milhões de reais pelo lote B, a partir do momento em que os empreendimentos entrarem em operação, em 32 meses. Nos dois consórcios vencedores -Sino-Copeliano e Guaraciaba-, a State Grid detém 51 por cento e a Copel, 49 por cento.

Já a Eletrobras levou os lotes C por meio da Eletronorte e deságio de 8,98 por cento; D por meio da Chesf com deságio de 5 por cento; e E, com Furnas e deságio de 2 por cento.

A Eletronorte garantiu receita anual de 7,08 milhões de reais e a Chesf receberá 10,694 milhões, enquanto Furnas terá receita anual de 7,004 milhões de reais, a partir do momento em que os empreendimentos entrarem em operação.

O lote C atenderá o crescimento de mercado no Amazonas, solucionando problemas detectados na rede elétrica de Manaus. Já o lote D, para o qual somente a Chesf ofereceu lance, reforçará o atendimento à região metropolitana de Salvador.

O lote E é destinado a aumentar a confiabilidade no suprimento de energia na cidade do Rio de Janeiro, em especial, pela realização da Copa do Mundo em 2014.

A estimativa total de investimentos em todos os lotes licitados é de 2,9 bilhões de reais, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

(Por Anna Flávia Rochas)

Mais conteúdo sobre:
ENERGIA LEILAO RESULTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.