Steve Jobs era a favor de iPad menor, mostra e-mail de executivo

Steve Jobs era a favor de a Apple ter um tablet menor, afirmou um alto executivo da companhia em e-mail que alimentou as especulações de que a Apple planeja lançar um miniPad para concorrer com os similares mais baratos vendidos por Google e Amazon.

Reuters

06 de agosto de 2012 | 10h49

Uma versão menor do modelo líder de mercado tentaria deter o avanço de tablets como o Kindle Fire e o Nexus 7, mas a Apple nunca confirmou os rumores, cada vez maiores.

O vice-presidente Eddy Cue estimulou o então vice-presidente de operações Tim Cook, em janeiro de 2010, a produzir um tablet de sete polegadas, de acordo com um e-mail de Cue que a Samsung Electronics apresentou na sexta-feira como prova na disputa judicial por patentes nos Estados Unidos. O atual iPad tem dez polegadas.

No e-mail ao diretor da divisão de software, Scott Forstall, e ao chefe da divisão de marketing, Phil Schiller, Cue defendeu a existência de um mercado para um tablet de sete polegadas e a fabricação dessa versão.

"Haverá mercado para o de sete polegadas e deveríamos fabricá-lo. Mostrei disso a Steve diversas vezes desde o Dia de Ação de Graças, e da última vez ele parecia bem receptivo", escreveu o executivo no e-mail.

"Constatei que e-mail, livros, Facebook e vídeo funcionam muito bem no sete polegadas. A navegação é certamente o ponto mais fraco, mas ainda assim é utilizável", acrescentou.

Apple e Samsung se enfrentam em uma disputa judicial por patentes que reflete a briga entre as duas concorrentes, que controlam mais da metade do mercado mundial de smartphones.

A companhia norte-americana acusa a sul-coreana de copiar o design e alguns recursos do iPad e iPhone e tenta bilhões de dólares em indenização e a proibição das vendas dos modelos concorrentes.

A Samsung, que tenta ganhar mercado nos Estados Unidos, diz que a Apple violou algumas das principais patentes de comunicação sem fio.

(Por Poornima Gupta)

Mais conteúdo sobre:
TECHAPPLELEGALIPAD*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.