STF adia audiência de mediação sobre Cantareira

Originalmente marcada para esta quinta-feira, 20, a audiência de mediação no Supremo Tribunal Federal (STF) envolvendo ação sobre o uso de água para o Sistema Cantareira foi adiada para a quinta-feira da próxima semana, 27. O debate envolve ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra a União, a Agência Nacional de Águas (ANA), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), e os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

AYR ALISKI, Estadão Conteúdo

20 Novembro 2014 | 13h49

A nova data foi estabelecida pelo ministro Luiz Fux. De acordo com o STF, a mudança levou em consideração a dificuldade de algumas autoridades confirmarem presença na data inicialmente marcada. A meta é buscar um acordo entre as partes envolvidas.

O STF explica que o objetivo da ação ajuizada pelo MPF é impedir que a ANA autorize o Estado de São Paulo a captar água para abastecimento do Sistema Cantareira diretamente do Rio Paraíba do Sul, que banha também os Estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

Em 3 de novembro, o ministro Luiz Fux negou pedido de liminar feito pelo MPF na ação. O relator levou em consideração a gravidade dos fatos narrados na ação para não decidir sobre o caso antes de conversar com as partes envolvidas, "na medida em que podem gerar o comprometimento do acesso da população dos Estados envolvidos nesta lide a um recurso natural imprescindível para a sobrevivência digna das suas respectivas populações".

Segundo o ministro Luiz Fux, é "imprescindível diálogo propositivo entre os Estados da federação diretamente afetados pelo problema, especialmente porque todos os entes envolvidos buscam um mesmo objetivo: a melhor maneira de fornecer água para as suas populações".

Mais conteúdo sobre:
crise hídricaSTFCantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.