STF aprova extradição à Alemanha de acusado de fraude

O Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou hoje, por unanimidade, o pedido de extradição de Horst Michael Meffert para a Alemanha. Ele responderá por 351 delitos de fraude e infidelidade profissional. No Brasil, os crimes correspondem à prática de estelionato e de furto qualificado pelo abuso de confiança. As informações constam no site do STF.O alemão Meffert teria cometido crimes contra a empresa em que trabalhava em seu país natal, a WTSC Computer Center. Enquanto o dono do estabelecimento estava de férias, Meffert teria viajado para o exterior e gastado dinheiro da WTSC, já que tinha acesso à conta bancária da empresa. Ele também teria vendido celulares e acessórios, por meio da internet, e recebido o dinheiro sem repassar a mercadoria.No Brasil, Meffert foi preso em abril de 2007, pela Polícia Federal, em Alagoas. Ele nega todas as acusações. Para os ministros do STF, o pedido de extradição foi realizado de acordo com as regras do Estatuto do Estrangeiro.

EQUIPE AE, Agencia Estado

15 de outubro de 2007 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.