STF arquiva processo contra Palocci por caso do lixo em Ribeirão

O Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira, por nove votos a um, arquivar inquérito contra o deputado federal Antônio Palocci (PT-SP) em que ele era acusado dos crimes de formação de quadrilha, peculato e falsificação de documento público.

REUTERS

18 Junho 2009 | 20h04

A denúncia envolvia recebimento de propina que teria sido paga por empresa de coleta de lixo durante o período em que Palocci foi prefeito de Ribeirão Preto (SP).

Os ministros alegaram falta de provas. A denúncia envolvia contratos firmados pela prefeitura com a empresa de coleta de lixo Leão & Leão quando Palocci era prefeito, entre 2001 e 2002.

O Supremo Tribunal Federal ainda vai julgar inquérito em que Palocci é acusado de ter usado o cargo para violar o sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, quando era ministro da Fazenda.

(Por Carmen Munari)

Mais conteúdo sobre:
POLITICAPALOCCI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.