Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

STJ nega transferência de julgamento de Mizael Bispo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de liminar de Mizael Bispo de Souza, acusado pela morte de sua ex-namorada Mércia Nakashima, para transferir o julgamento para a Comarca de Nazaré Paulista, no interior de São Paulo. A decisão sobre o pedido de liminar foi publicada pelo STJ hoje. O mérito do pedido será julgado pela Sexta Turma do tribunal, em data a ser definida. Enquanto isso, o caso continua correndo na Comarca de Guarulhos.

MARÍLIA LOPES, Agência Estado

25 de fevereiro de 2011 | 11h46

A defesa de Mizael pleiteava que o julgamento do caso fosse transferido de Guarulhos, cidade onde a vítima morava, para Nazaré Paulista, onde o corpo foi encontrado. O pedido já havia sido negado pelo Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo. A defesa alega que, se o processo for julgado em Guarulhos, o acusado terá um prejuízo imenso, por conta da comoção popular que o crime causou na cidade. A liminar foi julgada no STJ pelo desembargador Celso Limongi, que negou o pedido, alegando que o constrangimento ilegal não é evidente.

Na quarta-feira, o TJ de São Paulo negou, por maioria de votos, o pedido de habeas corpus do advogado Mizael e do vigia Evandro Bezerra Silva, que teria participado da morte de Mércia, em maio do ano passado. Em dezembro, eles tiveram a prisão preventiva decretada pela Vara do Júri de Guarulhos. Na mesma decisão, o juiz Leandro Jorge Bittencourt Cano determinou que os dois vão a júri popular - em data ainda a ser definida. Mizael e Evandro estão foragidos desde então.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.