Ivan Dias/AE
Ivan Dias/AE

Sua mesa diz quem você é

Pequenos objetos na decoração de seu espaço profissional podem revelar detalhes de sua personalidade

Marcela Rodrigues Silva,

15 de maio de 2011 | 06h00

Para quem passa muito tempo no trabalho, a mesa pode se tornar uma sala de estar: porta-retratos, objetos decorativos, plantas, livros e até bonbonnières com guloseimas. Mas cuidado: sua mesa profissional pode revelar muito sobre você.

Segundo a consultora de imagem corporativa Renata Mello, é natural que as pessoas queiram criar uma atmosfera de conforto, com itens de gosto pessoal. O pecado é o excesso. "Na medida certa, brinquedinhos podem passar a ideia de criatividade." Outra dica: "Trabalho não é lugar de expor a vida íntima em fotos. E o cuidado é maior para quem divide baias ou tem uma profissão formal."

Especialistas dizem que a mesa cheia de livros e papeis não é, necessariamente, desorganizada. "Depende do tipo de trabalho", diz a home organizer Ingrid Lisboa. "Mas volume de trabalho também não é sinônimo de bagunça."

Ingrid recomenda ter em cima da mesa só as ferramentas essenciais para a rotina do momento. "O que não for usar mais, guarde ou descarte."

A especialista em organização Cíntia Covre, da Otimiza Design, sugere investir em acessórios organizadores, mas que sejam decorativos. "Pastas para cada tipo de documento, caixas, porta-trecos. Escolha os que têm a ver com você."

Sandra Siciliano, consultora de Feng Shui da Casa Evoé, afirma que a desordem faz a energia estagnar. Diferentes itens correspondem a áreas de interesse distintas.

Veja:

Sucesso: objetos vermelhos

Criatividade: livros e artigos decorativos

Amigos: telefone, agendas

Relacionamento: projetos e contratos

Trabalho: o computador

Espiritualidade: livros, material de consulta

Família: fotos e plantas

O que significa...

Pilhas de papeis e

livros: demonstram desorganização e desleixo. Organize-os em pastas

Decoração com elementos infantis: a personalidade sensível pode ser confundida com a imaturidade de quem não está preparado para uma promoção. Não exagere

Muitas fotos pessoais, inclusive de festas: pode passar a imagem de uma pessoa exibicionista ou que só pensa em diversão.

Prefira fotografias da família e da equipe

Muito vazia: embora

o pessoal da limpeza agradeça, pode revelar que a pessoa não pretende

ficar ali por muito tempo

FONTE: RENATA MELLO, CONSULTORA DE IMAGEM CORPORATIVA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.