Suco de frutas e verduras é arma contra o mal de Alzheimer

Os sucos de frutas e de verduras podem ser uma excelente forma para evitar os problemas do mal de Alzheimer, diz um estudo publicado na revista "The American Journal of Medicine". Uma pessoa que beba pelo menos três copos de suco por semana tem 76% menos de possibilidades de desenvolver a doença do que se tomasse só um copo, segundo os cientistas do Centro Médico daUniversidade de Vanderbilt (Tennessee). O mal de Alzheimer é uma doença neurológica, progressiva e incurável, que afeta principalmente os maiores de 65 anos. Seus primeiros sintomas de perda de memória degeneram em demência e podemlevar à morte. As conclusões sobre o efeito dos sucos foram extraídas de um estudo realizado com 1.836 pessoas, incluindo uma análise de suasdietas, além das faculdades intelectuais, a cada dois anos, ao longo de um período de 10. Após considerar fatores como fumo, educação, atividade física e consumo de calorias, os cientistas descobriram que beber sucos de vegetais três ou mais vezes por semana resultava em 76% amenos de possibilidades de desenvolver a doença. O benefício parece aumentar nas pessoas com carga genética vinculada à doença. Originalmente, os cientistas acreditavam que o alto consumo deantioxidantes (vitaminas C, E e betacaroteno) poderiam ter um efeito neutralizador do Alzheimer. No entanto, as últimas investigações clínicas derrubaram a teoria. "Nossa idéia era a de que o componente básico não estava nas vitaminas. Achávamos que havia algo mais", disse o professor de medicina Qi Dai, que comandou a pesquisa. Segundo o cientista, a chave pode estar em outro tipo de antioxidante químico: os polifenóis, presentes nos chás, sucos eVinhos. A maioria dos polifenóis pode ser encontrada na casca das verduras e frutas. Os últimos estudos em animais afirmam que eles neutralizam a decadência intelectual e física típica do envelhecimento. Dai disse que o próximo passo será analisar o sangue das pessoas que participaram do estudo para determinar seu nível de polifenóis e a relação com suas faculdades intelectual. "Isto poderia dar uma prova da ação destas substâncias contra o risco de Alzheimer. Também ajudaria a determinar os sucos mais beneficentes", afirmou. No entanto, alertou que,embora os resultados sejam promissores, "é importante que o público em geral não se precipite nem pense que o suco de vegetais é suficiente para evitar a doença".

Agencia Estado,

31 de agosto de 2006 | 03h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.