Sueca Ikea entrará na Índia e investirá 1,5 bi de euros em lojas

A varejista sueca Ikea , a maior fabricante de móveis do mundo, terá lojas na Índia, uma decisão importante para o governo indiano, cujas mudanças nas políticas para investimentos estrangeiros abalaram a confiança do mercado.

NANDITA BOSE E MATTHIAS WILLIAMS, REUTERS

22 de junho de 2012 | 14h40

A companhia, conhecida por grandes lojas de móveis desmontados e acessórios, investirá 1,5 bilhão de euros (1,9 bilhão de dólares) para abrir 25 lojas na terceira maior economia da Ásia após ter mostrado resistência às exigências da Índia.

Os planos da Ikea, que Nova Délhi anunciou após o presidente da companhia se reunir na Rússia com o ministro do Comércio indiano, pode dar um impulso ao desacreditado governo do primeiro-ministro Manmohan Singh, forçado em dezembro passado a voltar atrás nos planos de aceitar operadores estrangeiros de supermercados.

(Nandita Bose e Matthias Williams)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSUMOIKEALOJAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.