Suécia convoca embaixador do Equador após asilo a Assange

O Ministério das Relações Exteriores da Suécia informou nesta quinta-feira que convocou o embaixador do Equador, depois que o país sul-americano concedeu asilo político ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange.

Reuters

16 de agosto de 2012 | 12h57

"O Equador, inaceitavelmente, interrompeu o processo judicial da Suécia e tem dificultado a cooperação judiciária europeia", disse o porta-voz da chancelaria sueca, Anders Jorle.

Assange, que está abrigado na embaixada do Equador em Londres há dois meses, é acusado de estupro, assédio sexual e coerção ilegal na Suécia, onde é procurado para responder a essas acusações.

(Reportagem de Johan Ahlander e Mia Shanley)

Tudo o que sabemos sobre:
SUECIAEMBAIXADOREQUADOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.