Suíços aprovam proibição de minaretes, diz pesquisa

Os eleitores na Suíça votaram a favor da proibição da construção de minaretes no país em referendo realizado hoje, segundo projeções do instituto de pesquisas gfs.bern. Minaretes são pequenas torres de mesquita de onde se anuncia aos muçulmanos a hora das orações. A expectativa é que a proposta seja aprovada por cerca de 59% dos votantes nos 26 cantões suíços.

AE-AP, Agencia Estado

29 de novembro de 2009 | 15h43

A proposta partiu do Partido do Povo (SVP), de direita, que tem maioria no Parlamento e argumenta que as torres das mesquitas são um sinal de "islamização" da Suíça. Estima-se que os muçulmanos representem cerca de 6% da população suíça de 7,5 milhões de pessoas. Muitos deles são refugiados de guerra da antiga Iugoslávia. A Suíça tem mais de cem mesquitas e salas de oração muçulmanas, mas apenas quatro minaretes, que não serão afetados pela votação de hoje. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Suíçaminaretes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.