Superbactéria faz HU restringir internações

O Hospital Universitário de Londrina, um dos maiores do norte do Paraná, restringiu o recebimento de pacientes que necessitem de UTI em razão do aparecimento de novos casos de infecção pela bactéria multirresistente Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC). Estão incluídas na restrição pessoas com doenças clínicas graves, como enfarte e traumatismo, além daquelas que necessitam de cirurgia de alta complexidade. Os seis novos pacientes estão na UTI 1, que até agora estava livre da contaminação. O HU tem mais 29 pacientes infectados por superbactérias.

, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.