Superpopulação de alga toma conta de lago na China

O lago Taihu, na Província Jiangsu, foi atingido por um tipo de alga de crescimento rápido que tornou impotável a água fornecida à cidade de Wuxi

Agencia Estado

12 de junho de 2007 | 05h21

Autoridades chinesas prometeram na sexta-feira, 1º, limpar o terceiro maior lago do país depois de algas, flutuando como tinta verde, terem interrompido o fornecimento de água de Wuxi, uma cidade com mais de 2,3 milhões de habitantes. O lago Taihu, na Província Jiangsu, foi atingido por um tipo de alga de crescimento rápido que tornou impotável a água fornecida à cidade. Comboios de caminhões estão levando água mineral para os moradores, e o preço do produto nos supermercados foi diminuído por ordem do governo, para evitar especulação. Mas filas formavam-se em certos estabelecimentos e alguns donos de barracas estavam cobrando ágio pela água, e cobrando em separado pela garrafa, contou um morador. Grossas manchas da alga acumulavam-se na beira do lago, exalando um cheiro forte de carne podre. Uma pedra atirada sobre esse material demorava bastante tempo para afundar. A água que saía das torneiras do hotel tinha o mesmo cheiro. "O governo disse que não há problema em consumir essa água se ela for fervida", disse uma aposentada de 65 anos de idade. "Mas ela possui uma camada verde na superfície. Como vou bebê-la?" Muitos rios e lagos da China vêem-se ameaçados por derramamentos de fertilizante, lixo industrial e esgoto não tratado. As algas podem multiplicar-se rapidamente em água que contenha muitos nutrientes na forma de dejetos da atividade agrícola e domésticos, o que é o caso do lago Taihu. O chefe do Partido Comunista Chinês na Província, Li Yuanchao, disse que a qualidade da água estava melhorando à medida que as autoridades passaram a escoar água do rio Yang-tse e deixaram de bombear dejetos para o lago, afirmou um relatório divulgado no site da Agência Pública de Proteção Ambiental. Mas Li reconheceu que o caso revelava problemas mais profundos. "No futuro, precisamos nos comprometer com realizar mais esforços a fim de limpar o lago Taihu e garantir a qualidade e a segurança de sua água", afirmou a autoridade. Pequenas indústrias químicas instaladas ao redor do lago precisam ser fechadas e mais estações de tratamento de água, construídas, disse Li.

Tudo o que sabemos sobre:
poluiçãoáguachina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.