SUS tem novo aparelho para tratar próstata em SP

O Centro de Referência em Saúde do Homem, hospital ligado à Secretaria da Saúde de São Paulo, está usando um novo tipo de laser para tratar pacientes com tumores benignos da próstata ou com câncer de próstata em estágio avançado.

AE, Agência Estado

15 de setembro de 2011 | 07h11

O equipamento, que custou R$ 300 mil, está em uso há cerca de dois meses e ao menos 60 pacientes já foram operados com a tecnologia. Ele é usado para desobstruir o canal da uretra, que fica bloqueado quando a próstata está muito aumentada, causando dificuldades para urinar.

De modo pouco invasivo, o aparelho vaporiza o interior da glândula e desobstrui o canal da urina. Com isso, o paciente volta a urinar sem dor.

"A bexiga é parecida com o músculo cardíaco, precisa funcionar sob baixa pressão. Se há esse estreitamento do canal, a bexiga precisa de mais pressão para funcionar. Com o tempo, o músculo pode entrar em falência e o paciente precisará de sonda para urinar", diz o urologista Joaquim Claro, diretor do centro. Segundo ele, é o primeiro equipamento desse tipo no SUS.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
novo aparelhopróstataSUSSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.