Suspeita de gripe faz prefeitura decretar emergência

A prefeitura de São Gabriel, no Rio Grande do Sul, decretou situação de emergência, suspendeu as aulas em todas as escolas e também eventos que reúnam muitas pessoas, como festas e shows. A decisão foi tomada hoje em meio à suspeita de que 18 moradores do município, que tem 60 mil habitantes, tenham sido contaminados pelo vírus da gripe A H1N1.

ELDER OGLIARI, Agencia Estado

23 de junho de 2009 | 00h13

Nenhum dos casos está confirmado, mas o prefeito Rossano Gonçalves (PDT) explicou à Rádio Gaúcha que considerou necessário tomar a medida preventiva porque 17 pessoas que apresentaram os sintomas tiveram contato com um morador do município que chegou de Buenos Aires na quinta-feira passada ou com pessoas que estiveram com ele depois daquele dia.

São 12 estudantes de uma mesma escola, dois parentes, dois profissionais da área da saúde e um prestador de serviços que esteve na residência da família. Além deles, um jovem que chegou do Uruguai também se submeteu a exames para esclarecer suspeitas. Segundo Gonçalves, o decreto vale por tempo indeterminado, até a situação ser esclarecida.

Mais conteúdo sobre:
RSgripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.