Suspeito de agredir policial é morto em Itu-SP

O funileiro José Paulino Valério foi morto hoje com dois tiros no peito por policiais militares no quintal de sua casa em Itu, interior de São Paulo. Ele era suspeito de ter participado do roubo e agressão ao policial militar Maico Eduardo Dias Modesto, de madrugada. Modesto foi encontrado desacordado, ao lado da moto que utilizava, e com marcas de espancamento. Sua arma havia sido roubada. Levado ao Hospital Sanatorinhos, foi constatado que sofrera traumatismo craniano. Ele permanecia internado no final da tarde. A PM fez um arrastão no bairro à procura dos suspeitos. Valério teria reagido à abordagem policial. Segundo a PM, ele jogou uma bicicleta contra os policiais e se refugiou no quintal. Perseguido, teria sacado uma arma, quando foi morto. Familiares alegaram que ele estava desarmado, mas a PM apresentou um revólver calibre 38 que estaria em poder do funileiro. Dois outros homens suspeitos de atacar o policial, Rodrigo dos Santos e Jurandir do Nascimento, foram presos. Com um deles, a PM encontrou a arma que teria sido roubada de Modesto. Familiares disseram que eles apanharam muito antes de serem levados ao plantão policial. O delegado Antonio Góes Filho disse que tanto a agressão ao policial quanto a ação da PM serão investigadas.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agencia Estado

01 de janeiro de 2008 | 19h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.