Suspeito de liderar complô pega 13 anos

Uma juíza americana condenou ontem a 13 anos de prisão Narseal Batiste, o líder de um grupo acusado de ligações com a Al-Qaeda e de planejar um atentado contra as Torres Sears de Chicago. A promotoria pedira 70 anos de prisão. Os outros quatro acusados de integrar o grupo receberam penas entre 6 e 9 anos de prisão. A juíza disse que não havia dados suficientes para provar que o grupo era terrorista, além de gravações obtidas pelo FBI.

, O Estadao de S.Paulo

21 de novembro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.