Suspeito de matar casal de irmãos é preso no RS

Crime teria sido motivado por desentendimentos a respeito de uma vala com água na viela onde moravam

Solange Spigliatti, estadao.com.br

07 Janeiro 2009 | 08h48

O suspeito de ter assassinado um casal de irmãos no dia 4 de dezembro, em Porto Alegre, foi preso nesta terça, 6. O motivo do crime, de acordo com a polícia, teria sido o vazamento de água em uma valeta aberta no chão batido da viela onde morava, já que o suspeito era vizinho das vítimas. Os homicídios ocorreram em um imóvel do bairro Glória, quando o suspeito entrou na casa dos irmãos efetuando vários disparos contra Volmir da Silva Ellias, de 29 anos, e Joelma da Silva Ellias, de 36, que morreram no local. Uma terceira irmã, Rosângela da Silva Ellias, de 41 anos, foi ferida nas pernas. De acordo com o delegado Eduardo de Oliveira César, toda vez que o homem lavava seu carro, a água escorria até a casa dos irmãos. Quando eles fecharam a valeta num período de chuvas, foi a vez de o pátio do suspeito ficar inundado. Foi neste momento, disse o delegado, que ele fez as primeiras ameaças à família Ellias.Segundo a polícia, Rosângela Ellias é presidente da Associação do Quilombo dos Alpes Dona Edviges, o que fez que associações de direitos humanos de outros Estados do Brasil se mobilizassem em torno do crime. O delegado informou que os agentes policiais vinham investigando o paradeiro do suspeito, de 39 anos, há dez dias. Ele foi encaminhado ao Presídio de Osório.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.