Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Suspeito de roubo, irmão de Larissa Riquelme é colocado em liberdade

Promotora considerou que não há provas suficientes para incriminar Freddy por assalto a banco

Efe,

02 de novembro de 2010 | 18h33

ASSUNÇÃO- O irmão mais velho da modelo paraguaia Larissa Riquelme, Freddy Riquelme, detido ontem como suspeito de um assalto a um banco, foi colocado em liberdade nesta terça-feira, 2, horas depois de sua irmã enviar a ele uma mensagem de apoio.

 

A promotora Rosa Noguera ordenou a liberação de Freddy Riquelme, porque disse não ter provas suficientes para culpá-lo pelo assalto do último dia 20, no qual os ladrões levaram aproximadamente US$ 200 mil dólares de uma filial do banco Itaú em Assunção sem disparar um tiro sequer.

 

A imprensa paraguaia disse que Freddy, que tem antecedentes por fraude, foi detido com o veículo empregado para a fuga dos assaltantes e em seu poder a Polícia confiscou um telefone celular com o número de outros suspeitos.

 

"Embora o mundo esteja contra você, estou e estarei a teu lado. Nas boas e nas más situações, te amo, meu irmãozinho, tudo ficará bem", havia dito a modelo em sua conta no Twitter.

 

Em sua página da rede social Facebook, ele postou, no dia 11 de outubro, imagens em que segura armas e, no próprio dia do assalto, incluiu nova foto, desta vez, com uma pilha de dinheiro nas mãos.

 

Modelo envia mensagem de apoio ao irmão pelo twitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.