Suspeitos de integrar esquema de fraude de CNH são presos

A Polícia Civil prendeu ontem em 11 cidades do Rio 28 acusados de envolvimento com esquema fraudulento para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A quadrilha existia havia pelo menos dois anos e cobrava de R$ 800 a R$ 4 mil para aprovar os candidatos no exame de habilitação. Em média, 200 pessoas por mês procuravam os serviços dos fraudadores. O lucro anual do bando foi estimado em R$ 10 milhões.

AE, Agência Estado

22 Outubro 2011 | 09h07

Vinte e uma autoescolas estão envolvidas. As buscas também ocorreram em dependências do Detran, onde trabalhavam funcionários e prestadores de serviços suspeitos de integrar a quadrilha. Quem tirou a CNH irregularmente perderá o documento e será processado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.