Tamoios e Castello têm maiores congestionamentos

As rodovias dos Tamoios, no litoral norte paulista, e Castello Branco, que liga a capital ao oeste do Estado, são as mais congestionadas no retorno do feriado da Semana Santa. A Rodovia dos Tamoios, que está em obra de duplicação, apresenta tráfego intenso, com 19 quilômetros de lentidão, sentido Caraguatatuba-São José dos Campos. Os trechos mais carregados estão entre o quilômetros 63 e 55 e do 19 ao 8, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

GUSTAVO PORTO E BEATRIZ BULLA, Agência Estado

31 de março de 2013 | 15h37

Na Castello Branco, às 15 horas, eram dois os pontos de congestionamento provocados pelo excesso de veículos, com um total de 26 quilômetros de trânsito lento: na região de Barueri, do quilômetro 30 ao 46, e na região de Itu, do 55 ao 65. As informações são da CCR Viaoeste.

O sistema Anchieta-Imigrantes opera no sistema 2 x 8, com seis pistas da Imigrantes e duas da Anchieta liberadas sentido São Paulo e as outras duas da Anchieta rumo ao litoral. O trânsito é normal nas duas rodovias, segundo a concessionária Ecovias.

Mas quem trafega no litoral pela rodovia Rio-Santos encontra lentidão para sair das principais praias paulistas, como São Sebastião e Bertioga. O DER informou que há lentidão do km 190 ao km 193, no trecho entre as duas cidades.

Outra rodovia com lentidão é a Fernão Dias, que Liga São Paulo a Belo Horizonte, que tinha 8 quilômetros de congestionamento por volta das 15 horas. O trecho congestionado fica na altura do quilômetro 36, sentido capital paulista, entre Atibaia e Terra Preta por causa do tráfego intenso. No sentido Minas Gerais, o trânsito era intenso na região de Betim, entre os quilômetros 495 e 500.

Na Presidente Dutra, o tráfego é intenso na chegada à capital paulista, com 2 quilômetros de lentidão, entre os quilômetros 204 e 206. Na Ayrton Senna, o tráfego é normal.

A concessionária Autopista Régis Bittencourt informava que, às 14 horas, o trânsito na rodovia que liga São Paulo a Curitiba (PR) era normal.

O sistema Anhanguera-Bandeirantes tem tráfego intenso, mas sem pontos de congestionamento no trecho administrado pela CCR Autoban. Na Bandeirantes, o tráfego de caminhões entre os quilômetros 48 e 23, sentido São Paulo, é proibido, como ocorre todos os domingos.

Tudo o que sabemos sobre:
Semana SantaRodoviasconcessionária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.