Tanques sírios atacam bairro em Damasco e rebeldes respondem

Tanques sírios bombardearam nesta segunda-feira o subúrbio de Damasco al-Mouadamiya, que está em posse dos rebeldes, e mataram pelo menos três pessoas e feriram outras 20, afirmaram ativistas da oposição na região.

Reuters

20 de agosto de 2012 | 08h07

"A ofensiva começou às 6h (0h de Brasília). Tanques foram enviados da base do aeroporto de al-Mezze e da brigada 555 de Somarieh e agora quase cercaram Mouadamiya", disse o ativista Haya, por telefone, referindo-se a uma base militar próxima.

Os rebeldes repeliram pelo menos uma tentativa de um tanque de entrar no subúrbio, no sudoeste da capital, disse o ativista.

Imagens de um vídeo colocado no YouTube mostraram ruas sem nenhum movimento no bairro de prédios baixos e o silêncio só era quebrado pelo som dos bombardeios.

Tropas sírias entraram em Mouadamiya no final de julho, após uma ofensiva de dois dias, em que mais de 120 pessoas foram mortas, de acordo com moradores e ativistas da oposição.

As forças do presidente Bashar al-Assad contra-atacaram os rebeldes, que haviam tomado posse de partes da capital, após um bombardeio do dia 18 de julho que matou quatro dos principais assessores do líder sírio. Tropas ainda estão batalhando pelo controle da maior cidade síria, Aleppo.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis, Redação de Amã)

Mais conteúdo sobre:
SIRIABOMBARDEIOREBELDES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.