Taxista é baleado em assalto a joalheria em Suzano

Um assalto a uma joalheria, na região central de Suzano, região leste da Grande São Paulo, por volta das 19h de ontem, terminou com uma pessoa baleada. Os bandidos, que teriam fugido em vários veículos, entre eles um Gol e uma moto, continuam foragidos.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

30 Março 2012 | 04h31

Armados, cerca de 10 assaltantes renderam clientes e funcionários, entre eles o segurança, da joalheria S-Stein, localizada na Rua General Francisco Glicério, junto à Praça Expedicionário Antonio Garcia. Um dos criminosos teria discutido com o vigilante e começou a agredi-lo.

Um taxista, de aproximadamente 40 anos, sem saber que a loja estava sendo assaltada e que o agressor estava armado, por ser colega do funcionário do estabelecimento, aproximou-se para tentar ajudar o segurança. O assaltante então atirou contra o taxista. A bala entrou pelo glúteo e saiu pela região pubiana.

Encaminhado para a Santa Casa da cidade por policiais militares da 1ª Companhia do 32º Batalhão,o taxista foi operado, continua internado e o quadro clínico dele, segundo o hospital, é estável. Até as 2h, o roubo não havia sido registrado no Distrito Policial Central de Suzano pois, segundo os plantonistas, o sistema de registro de boletins estava fora do ar.

O valor levado da loja não foi informado ainda pela polícia.

Mais conteúdo sobre:
taxista baleado Suzano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.