TCE-RS mantém tarifa em R$ 2,85 em Porto Alegre

O Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS) determinou, por meio de medida cautelar, que a Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC) mantenha o valor da tarifa de transporte público urbano em R$ 2,85.

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

13 de junho de 2013 | 17h17

Segundo a decisão do relator do processo, conselheiro Iradir Pietroski, as planilhas que geraram a formação de preço da tarifa em R$ 3,05 contêm informações equivocadas. "As inconformidades foram verificadas nas fórmulas de cálculo da depreciação e remuneração da frota de veículos e do pro labore da diretoria das concessionárias. Já os erros foram constatados nos cálculos relativos à desoneração da folha de pagamento e do custo de rodagem", afirmou o TCE-RS, em nota.

O relator concedeu prazo de 15 dias para que empresa de transporte tome as providências necessárias para a adequação. Enquanto isso, a decisão deverá ser mantida. O TCE-RS afirmou que informou o prefeito de Porto Alegre, José Alberto Réus Fortunati (PDT), sobre a decisão e enviou cópia da medida ao Tribunal de Justiça e ao Ministério Público Estadual.

No começo do ano, a prefeitura homologou o reajuste apresentado pelas empresas, o que motivou protestos da população. Em meio à sequência de manifestações, vereadores do PSOL entraram com pedido de liminar de suspensão do reajuste, que foi concedido pelo juiz Hilbert Maximiliano Obara, da 5ª Vara da Fazenda Pública. O prefeito decidiu não recorrer da decisão.

Tudo o que sabemos sobre:
tarifaônibusPorto Alegre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.