Telco terá que fazer oferta por TIM, determina CVM

O órgão regulador do mercado mobiliário brasileiro informou à Telecom Italia que a sua controladora --a Telco-- está obrigada a lançar uma oferta de aquisição do controle da TIM Participações, informou a Telecom Italia em comunicado nesta sexta-feira. A Telco, que detém 24,5 por cento das ações ordinárias da Telecom Italia, é controlada pelo Mediobanca, Sintonia, Intesa Sanpaolo, Assicirazioni Generali e a espanhola Telefonica. Em fato relevante divulgado ao mercado nesta sexta-feira, a TIM Participações afirmou que no entendimento da Superintendência de Registro de Valores Mobiliários, "a Telco, adquirente do poder de controle indireto da TIM Participações S.A., tem o dever legal de cumprir a obrigatoriedade de realização de OPA para os acionistas minoritários da companhia aberta brasileira." "Como não cabe à Companhia tomar qualquer ação face ao teor do referido ofício que não a sua divulgação ao mercado em geral no prazo indicado, a companhia encaminhou o ofício à sua controladora indireta, a Telecom Italia S.p.A., para que a mesma possa tomar as medidas que julgar cabíveis ou mesmo aplicáveis à espécie", afirmou o diretor de Relações com Investidores da TIM Participações, Claudio Zezza, no fato relevante. (Reportagem de Danilo Masoni; Reportagem adicional de Renato Andrade, em São Paulo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.