Telecom Italia pode não separar unidade de linha fixa, diz jornal

A Telecom Italia, maior grupo de telecomunicações daquele país, pode decidir não separar sua unidade de linha fixa, tendo em vista que as negociações com o fundo estatal Cassa Depositi e Prestiti (CDP) emperraram, informou o Il Sole 24.

Reuters

16 de novembro de 2012 | 08h30

A Telecom Italia está negociando a criação de uma nova companhia de telefonia fixa e a venda de 30 por cento desta última para a CDP, ficando assim com o restante.

O jornal afirmou nesta sexta-feira que as negociações não foram adiante por conta de divergências sobre avaliação e gestão. A publicação não citou fontes.

A endividada Telecom Italia quer avaliar a rede em pelo menos 15 bilhões de euros (19 bilhões de dólares), enquanto a CDP quer indicar o presidente da nova companhia, segundo o jornal.

A Telecom Italia vai deliberar sobre o assunto em assembleia no dia 6 de dezembro, quando também discutirá uma possível proposta pela GVT, operadora brasileira da Vivendi.

(Por Danilo Masoni)

Tudo o que sabemos sobre:
TELECOMTELITALIADIVISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.