Telefonema do comitê Nobel surpreende ganhador

Um dos dois ganhadores do Prêmio Nobel de Física deste ano, George F. Smoot, disse ter ficado surpreso ao ser acordado, no meio da noite, pelo telefonema do comitê responsável pela premiação. "Fiquei surpreso até que soubessem meu telefone. Depois, recebi tantas ligações que tirei o número da lista", disse ele.Smoot e John C. Mather foram premiados por terem determinado as propriedades da radiação cósmica de fundo, tida como um eco da grande explosão do início do Universo, o Biga Bang. "Eles não provaram o Big Bang, mas lhe deram um grande reforço", afirma Per Carlson, presidente do comitê Nobel para Física. "Foi uma das maiores descobertas do século".Os dois cientistas realizaram o trabalho a partir de dados reunidos pelo satélite Cosmic Background Explorer (Cobe) da Nasa, lançado em 1989. "A descoberta foi meio que fabulosa, foi um marco incrível. Agora, isto é uma grande honra e reconhecimento. É fantástico", disse Smoot. Mather, por sua vez, declarou-se "emocionado e chocado" com o prêmio. "Não posso dizer que esteja totalmente surpreso, porque as pessoas diziam que deveríamos ganhar, mas esta é uma honra tão especial e rara", declarou ele, durante entrevista por telefone com o comitê Nobel. Mather disse que ele e Smoot não haviam reconhecido a importância do trabalho que realizavam, na época das descobertas. Mas, ao confirmar previsões da teoria do Big Bang, que postula um início extremamente quente e denso para o Universo, bilhões de ano atrás, com evidência direta e quantitativa, eles transformaram o estudo dos primórdios do Universo, de uma atividade largamente teórica, em um campo de medições e observações diretas.

Agencia Estado,

03 de outubro de 2006 | 10h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.