Telemar eleva oferta por ação, diz que R$45 é o limite

A Telemar Participações anunciou nesta quinta-feira uma elevação de 28,2 por cento no preço que pretende pagar aos acionistas preferencialistas da Tele Norte Leste Participações que aderirem à oferta de aquisição que tem como objetivo simplificar a estrutura acionária do grupo. Na avaliação do diretor de relações com investidores da Telemar Participações, Fabio Schvartsman, o preço melhorado, de 35,09 reais para 45 reais, representa "a melhor opção e o limite do que a companhia pode oferecer" para os acionistas. "Os 45 reais representam um negócio muito bom e estão no limite da capacidade financeira da companhia em um momento em que os mercados financeiros não estão bem", disse o executivo em teleconferência com investidores. A meta da empresa é conseguir pelo menos dois terços das ações PN da Tele Norte Leste. "Se não tivermos os dois terços, cancelamos (a oferta). Não estou autorizado a discutir plano ''B'' ou ''C'' se não conseguirmos", disse o executivo. Ele evitou comentar as alternativas para o terço restante que eventualmente não aderir à oferta. "Vamos oferecer alternativas, mas não serão as melhores." As ações da Tele Norte Leste passaram a subir cerca de seis por cento logo após o anúncio da revisão do preço da oferta, e às 15h05 exibiam valorização de 3,10 por cento, cotadas a 42,54 reais. O leilão das ações está marcado inicialmente para dia 14, mas poderá sofrer alteração, informou a empresa. Schvartsman afirmou que a oferta depende também de negociações de financiamento com bancos e, se não puder ser feita até dia 14, deverá acontecer perto dessa data. O executivo não comentou detalhes das negociações com os bancos e afirmou que a companhia contatou um número de acionistas "estatisticamente representativo" antes de formatar o valor da oferta. O novo preço foi aprovado pelo conselho da empresa por unanimidade e contou com apoio dos fundos que compõem a estrutura da companhia, disse Schvartsman. Ele afirmou que um dos objetivos da oferta é listar a Telemar Participações na Bovespa. "O que temos em mente é provavelmente um IPO (oferta pública inicial de ações) da Telemar Participações (...) Não temos o desenho básico do IPO, mas terá todos os elementos de governança corporativa. O Novo Mercado (da Bovespa) é o que estamos buscando." REGRAS DOS EUA A revisão do preço antes do leilão atende às regras da SEC, órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos. A SEC não permite mudança do preço durante o leilão, segundo comunicado da Telemar Participações, e exige a divulgação do valor ofertado com um mínimo de 10 dias úteis de antecedência. Em abril de 2006, a Telemar Participações apresentou planos de reunir os papéis de várias empresas do grupo em uma única ação --a Oi Participações--, que seria listada no Novo Mercado. Os acionistas não aprovaram o projeto da forma como foi modelado. Um ano depois, a Telemar Participações anunciou que o conselho de administração avaliaria proposta de oferta de aquisição da totalidade das ações preferenciais da Telemar Norte Leste e da Tele Norte Leste, em nova tentativa de reorganização do grupo.

ALBERTO ALERIGI JR., REUTERS

02 Agosto 2007 | 15h32

Mais conteúdo sobre:
NEGOCIOS TELECOM TELEMAR LEILAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.