Temperaturas no litoral norte de SP chegam a 40 graus

O litoral norte de São Paulo foi a região que apresentou as mais altas temperaturas no Estado de São Paulo nesta sexta-feira, 03, superando, inclusive, regiões tradicionalmente quentes, como o oeste e o noroeste do Estado. Segundo o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (Ipmet), da Unesp de Bauru, Ilha Bela teve a maior máxima registrada, 40 graus centígrados, seguida de Caraguatatuba, com 39 graus, e Ubatuba, com 38. Fora do litoral, Gavião Peixoto atingiu o pico de 38 graus.

CHICO SIQUEIRA, ESPECIAL PARA AE, Agência Estado

03 de janeiro de 2014 | 20h46

Cidades tradicionalmente com temperaturas mais altas - como Bauru, Araçatuba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Presidente Prudente - atingiram 36 graus de máxima. De acordo com o meteorologista Fernando de Almeida Tavares, o tempo limpo, sem nuvens, ajudou a elevar a temperatura no litoral. O calor, segundo ele, foi causado por uma massa de ar quente e úmida estacionada sobre o Estado, que eleva as temperaturas e causa tempestades no final do dia, como as registradas no final desta sexta-feira em Santos, São José dos Campos, Campinas e entre São Carlos e Ribeirão Preto.

Segundo Tavares, a situação deve permanecer inalterada nos próximos três dias, o que é boa notícia para quem está na praia do litoral norte. Mas segundo ele, se alguém tem intenção de fugir do calor, deve ir para a região sul do Estado, no Vale do Ribeiro e Registro, e também para a região de Assis, onde a máxima não passou de 25 graus centígrados nesta sexta-feira. Outra dica: "Na área urbana, por causa da pavimentação das ruas e de muitas construções, a temperatura é mais elevada", disse. Ou seja, fugir da cidade também ajuda a refrescar.

Mais conteúdo sobre:
litoral nortecalor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.