Tempestade e fortes ventos castigam o Reino Unido

Cerca de 10 mil lares ficam sem energia elétrica; ventos arrancam árvores e fecham estradas

Da BBC Brasil, BBC

10 de março de 2008 | 09h30

Partes do Reino Unido foram atingidas nesta segunda-feira, 10, por chuvas e fortes ventos de até 130 quilômetros por hora que derrubaram árvores e deixaram pelo menos 10 mil casas sem eletricidade. As áreas mais atingidas foram o País de Gales e região sudoeste da Inglaterra. Já foram divulgados sete alertas de inundações na costa sudoeste. "Ao longo da costa, do sudoeste, quase até Kent, podemos ver o mar avançando pelas barreiras e poderemos ter dificuldades", disse a diretora-executiva da Agência Ambiental do Reino Unido, Barbara Young. "Estamos alertando as pessoas para que fiquem longe (do litoral). É impressionante, estas ondas podem vir a qualquer momento", acrescentou. Segundo Young a primeira onda de tempestades causou apenas inundações localizadas, mas outras tempestades devem atingir a região a partir da tarde. A diretora-executiva da Agência Ambiental britânica acrescentou que as regiões de risco estão "bem preparadas" para lidar com as tempestades e já existem planos de retirada. O restante do país também espera problemas devido aos ventos fortes. No aeroporto de Heathrow foram registrados ventos de quase 70 quilômetros por hora.  A companhia British Airways cancelou vários vôos de curta duração e domésticos do Aeroporto de Heathrow durante a noite de domingo. Várias estradas estão bloqueadas no País de Gales e na região sudoeste da Inglaterra, com partes de uma rodovia principal inundadas. O nordeste da Inglaterra e a Escócia também deverão enfrentar outra ameaça, a neve que deve atingir a região.     Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.